sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Alguém me pode ajudar?

Alguém me pode ajudar e indicar quantos treinos tem o Clésio na equipa A? E o Francisco Vera?
Obrigado.


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

1º Post com asneiras pq o tempo não é para menos...

É inconcebível que se possa achar que há qualidade num modelo de jogo de um treinador q sustenta que:
  • "O treino é o menos importante" - caríssimo Rui, se não consegue perceber a ligação entre o treino e o treinador então a coisa está ainda pior do que achava. O único sítio onde tem influência é o que menos interessa? Ah, já percebi porque é que acha que consegue parar contra-ataques dando goles de água - superstição adquirida no Fátima segundo percebi...
  • "Fizemos muitos cruzamentos mas não finalizámos bem" - caríssimo Rui, se a bola está no meu pé, é nossa; se está no ar, é de todos. Vamos transformar as bolas que são nossas em bolas de todos e rezar para que torne a ser nossa e dê golo? Parece-me uma excelente opção! Avé Maria cheia de graça...
  • RV vê os penalties de costas - superstição - que merda de mania a minha em achar que a competência e o trabalho pode ganhar às bruxas...
  • "Estamos a fazer o nosso caminho" - foda-se então o caminho é por onde? É pelo Vitor Andrade? E pelo Talisca? E depois pelo Pizzi? E pelo meio pelo Guedes? E depois pelo Fejsa? E em seguida pelo André Almeida? E agora pelo Renato Sanches? Mas QUE CAMINHO É ESTE??? O caminho de quem não sabe onde está, nem para onde quer ir e está a ver se descobre uma solução milagrosa. Foda-se são as bruxas!!! Estou-me sempre a esquecer que na realidade os jogos de futebol ganham-se pelas bruxas!!
  • Quando as coisas não correm bem, metem-se 3 pontas-de-lança. Uma solução altamente testada no treino e q consiste em bater bolas para a área e rezar Avé-Marias. Quer dizer, não foi testada no treino mas também não é preciso porque o treino é o menos importante e com o RV a dar goles de água daquela maneira e a rezar enquanto bate-palmas tem tudo para correr bem!!
  • Caríssimo Rui Vitória lamento informar que não há nem vão haver balizas nas linhas laterais. O caminho para o golo terá sempre que passar pelo meio. Sei que é uma chatice mas pronto...sempre pode pôr em prática as Avé-Marias... 
  • "Fizemos muitos cruzamentos mas não finalizámos bem" após o último jogo- junta-te ao David Moyes e façam par na sueca. Passarão a ser conhecidos no mundo inteiro como a dupla de sueca que em vez de bater as cartas na mesa as atira para o ar.
  • Em 20 minutos sofremos mais golos do SCP do q em 6 anos anteriores. 14 derbies, 1 derrota. 2 derbies, uma derrota e uma goleada em casa. Sim RV, vai pro caralho!
Quem achar que este texto não é Benfica, que vá pro caralho tb. O que não é Benfica é aquilo q eu vi dentro de campo no domingo! O que não é Benfica é estar a enfiar a cabeça na areia em vez de analisar os indicadores.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Entregues aos bichos (atualizado com imagem)



E é isto...entregues aos bichos... Bichos que em mais de 10 anos não conseguiram perceber o q os conduziu e o q não os conduziu ao sucesso. Tirem os Jonas do 11... Eles não merecem estar a jogar...

A culpa é dos jogadores

Júlio César em vez de Artur
Sílvio em vez de Maxi
Guedes em vez de Ola John
Jiménez em vez de Lima
Gaitan em vez de Sálvio
Casa em vez de fora
0-3 em vez de 1-1

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Análise Atlético Madrid - SLBenfica

Uma excelente vitória e que coloca o Benfica em ótimas condições de passar a fase de grupos e, quem sabe, de ficar em 1º lugar (isso sim seria ótimo pois aumentaria em muito as hipóteses de chegar aos quartos-de-final).

Começa bem o Atlético de Madrid e o Benfica a conseguir manter uma boa estabilidade defensiva mas com o mesmo pecado mortal de sempre: falta de contenção na bola.
Tirando isso, alinhamentos, concentração na zona da bola, linhas juntas, compensações, basculação defensiva, tudo muito melhor do que em jogos anteriores.
No lance do golo, falha de Jardel, mas que perante o que veio trazer à equipa é desculpável. Tirando este lance fez um ótimo jogo, tal como tem feito nos anteriores.


Logo a seguir ao golo seguiram-se momentos de sufoco provocados pelas Ganas dos Simeonezinhos, onde o Benfica esteve muito bem, tirando o mesmo de sempre...



Estes lances aconteceram sempre mais por mérito do Atlético do que demérito do Benfica, o que até há uns jogos atrás não se verificava. Muitas melhorias portanto na equipa do Benfica, tal como se pode verificar pelo facto de apenas ter havido um lance de perigo do Atlético em toda a 2ª parte (aqui Simeone praticou o jogo que RV queria - cruzamentos até à morte - e onde Jardel e Luisão são Senhores)


Mérito muito grande para RV no conseguir que a equipa acreditasse desde o 1º minuto e mesmo quando estava em desvantagem. Muito mérito também quando percebeu que Gaitan tinha que defender e o obrigou a recuar (digo eu, pois a partir do 1-1 Gaitan esteve muito melhor defensivamente). Excelente visão ao aguentar Jonas em campo até este não poder mais (fds és tão bom Jonas!!!) e Gonçalo Guedes que cumpre defensivamente como nenhum outro e ainda tem pulmão para avançar.

Podemos então assumir que o Benfica está muito melhor e em condições de lutar claramente pelo título?
A primeira sim, a segunda ainda não. Claro que acredito, mas se até com o Camacho eu acreditava porque é que não haveria de acreditar agora :)

Este não foi (nem nunca seria) o jogo que me permitiria ver isso. O Benfica neste jogo jogou essencialmente dois momentos. A defesa organizada (1) e a transição defesa-ataque (2). Estes são dois momentos onde Rui Vitória é razoável (1) e bastante bom (2) mas que na maior parte dos jogos da Liga Portuguesa não vão acontecer, pois aí, apenas jogaremos o ataque organizado e as transições ataque-defesa -> os dois momentos mais difíceis quanto a mim. E esses são, pelo que pude ver, os dois piores momentos de RV.
O jogo do Dragão é também ele uma prova que RV não se irá dar muito mal a jogar contra equipas grandes...um golo tardio e poucas oportunidades para o FCP mostram isso mesmo -> mais uma vez chamado a jogar os momentos (1) e (2).

TRANSIÇÃO ATAQUE-DEFESA
A chegada de Jardel foi um marco para a equipa pois só aí poderíamos começar a analisar a sério a transição ataque-defesa - pois com Lisandro era tudo mau demais. Pois bem, desde que Jardel veio ainda não tive oportunidade de fazer essa análise (Belenenses sofreu um golo aos 5' e Paços não pude ver o jogo), mas claro que sei que pelos menos uns bons degraus subiu de certeza, mas isso deve-se à diferença de qualidade dos intervenientes e não ao trabalho do treinador. E se for só por aí, não chega.

ATAQUE ORGANIZADO
Os jogos em casa têm sido resolvidos por cruzamentos, Jonas ou Gaitan - quando digo resolvidos refiro-me aos primeiros golos. Como as avé-marias e a inspiração individual não são duas medidas que me permitem avaliar o nível do ataque organizado, até agora também ainda não consegui melhorar muito a opinião que tinha (boas linhas de passe até ao último terço, aí é cada um por si ou fé nas avé-marias).